TASCA DO CHICO toda a parte . mundo
comissão . em desenvolvimento
2013


Ao desconstruir o imaginário á volta deste tema, surgem inúmeras imagens que nos levam para outros tempos e para outras vivências. A Imagem de uma tasca típica portuguesa, seja ela no centro da cidade ou mesmo no campo, remete-nos para o imaginário do balcão em pedra, o mobiliário simples de madeira, os padrões dos azulejos que revestiam as paredes ou até mesmo os produtos expostos de modo caótico. Esta imagem perdida com o tempo, tão portuguesa, representa a vivência de um espaço comunitário de lazer onde se partilhavam experiências comuns ao sabor de produtos tradicionais.

A memória das tascas típicas aliada a ideia de representar Portugal, através dos seus símbolos, e a sua cultura gastronómica, resultou na criação de um objecto simples através da sua forma, funcionalidade e modularidade mas simultaneamente complexo nos conceitos que representa, capaz de transmitir o espírito português, tanto no mercado nacional como no internacional.

Casa Portuguesa + Tasca Portuguesa + Símbolos Portugueses

Partindo destes três conceitos, desenhamos um pequeno pavilhão modular, com duas dimensões quadradas de 3x3m e 5x5m de implantação. Formalmente este toma a forma de uma casa, com telhado de 4 águas, uniforme, com a possibilidade de se apresentar totalmente fechado ou parcialmente aberto, ao lhe serem retirados alguns dos elementos, menos relevantes para a estrutura do módulo. A possibilidade de retirar elementos a este volume permite que seja flexível e adaptável a todas as possíveis implantações, ao mesmo tempo que permite uma relação com o exterior diversificada, podendo ter apenas um lado aberto ou os quatro simultaneamente. A possibilidade de este se expandir para uma dimensão maior é alcançada através da adição de elementos que não alteram a linguagem formal do volume, constituindo somente uma adição a este, mantendo a mesma materialidade e estrutura modular.

No interior o módulo é preenchido por mobiliário, também ele modular, que possibilita diversos modos de organização de espaço, respondendo a todas as funções necessárias. Estes módulos serão em madeira escura, à imagem do mobiliário da tasca portuguesa, em alguns casos com vitrinas para expor produtos. Em termos de materialidade, este pavilhão destacar-se-á pelos seus painéis “revestidos” a azulejo, no interior em branco e no exterior com um padrão tipicamente português em azulejo azul e branco. No interior as paredes de azulejo serão preenchidas por quadros com molduras ornamentadas, preenchidos com símbolos e personalidade que representam o nosso pais mundo fora.

FICHA TÉCNICA
tipo: comissão
cliente: francisco mendes
localização: toda a parte, mundo
arquitectura: ines gomes, joão pedro miguel, vitor cataluna ribeiro
engenharia:
paisagismo:
visualização: beyond-architects
custo: 10.000 €
dimensão: 25 m2
estado: em desenvolvimento

todas as images © beyond-architecs
info@beyond-architects.com
00_00
/