OBJECTO HIBRÍDO lisboa . portugal
concurso internacional . menção honrosa
2007


Neste momento da história, período de rápidas mudanças e de laços cada vez mais efémeros, pessoais e físicos, faz realmente sentido [re]pensar a cidade.

A cidade precisa de ser flexível, híbrida, multifuncional, não no sentido tradicional mas num novo sentido especifico, em que podemos ter um objecto que possa servir para múltiplas actividades, a várias horas do dia tendo um publico alvo bastante disperso e variado, serão talvez estes os princípios elementares da cidade global, variedade, identidade, funcionalidade e igualdade.

Esta minha proposta pretende por um lado, responder à necessidade cada vez mais emergente de alojamento hiper temporário, ao mesmo tempo, tenta estar inserido numa lógica de globalidade, por um lado, serve como alojamento temporário mas por outro serve como iluminação pública, tendo desde já duas funções atribuídas, tentando responder à necessidade de tornar os espaços mais eficazes.

O sentido escultórico e dinâmico foi também pensado. Quando está vazio, o módulo está fechado e quando está em utilização está aberto, semelhante ao funcionamento de uma flor, através de um sistema eléctrico em que as peças se deslocam ao longo de uma calha vertical. Tal como a essência da palavra híbrido define, não tem um lugar específico, todos os lugares são possíveis e a sua funcionalidade é necessária em toda a cidade.

FICHA TÉCNICA
tipo: concurso
cliente: arquitectura.pt
localização: lisboa, portugal
arquitectura: vitor cataluna ribeiro
engenharia:
paisagismo:
visualização: beyond-architects
custo: 25.000 €
dimensão: 25 m2
estado: menção honrosa

todas as images © beyond-architecs
info@beyond-architects.com
00_00
/