MUSEU DE ARQUIITECTURA antuérpia . belgica
concurso internacional . concluído
2008


O museu, como o derradeiro símbolo de poder cultural, tem inevitavelmente uma componente de imagem muito forte. O volume do novo Instituto desenvolve-se gradualmente, num corpo em constante transformação. Uma espécie de vírus arquitectónico, que usa o edifício existente no terreno como hospedeiro inicial.

O contexto é marcado por uma mescla de acontecimentos e aparentes contradições, entre a geometria abstracta do modernismo e a forma não geométrica e aparentemente caótica e descontrolada da cidade, resultado da sua evolução natural.

As regras de evolução deste vírus têm como referencia chave o movimento Barroco, culturalmente presente na história de Antuérpia. Através da sua componente teatral e escultural, a sua intensidade e emoção, ritmo e complexidade, criamos as bases para a metástase desde VIRUS BARROCO.

O interior é desenvolvido como metáfora do processo criativo, os constantes altos e baixos, as duvidas, as tensões, as emoções ligadas com esta parte do processo de criação de arquitectura, através da utilização de uma arquitectura sensorial, usando elementos puramente arquitectónicos, luz, proporção, materialidade, ritmo, aroma, som...

FICHA TÉCNICA
tipo: concurso
cliente: vlaams architectuur instituut
localização: antuérpia, belgica
arquitectura: vitor cataluna ribeiro
engenharia:
paisagismo:
visualização: beyond-architects
custo: 10.000.000 €
dimensão: 4.000 m2
estado: proposta de concurso

todas as images © beyond-architecs
info@beyond-architects.com
00_00
/